terça-feira, 4 de outubro de 2016

Anjos

Fiz esses anjos num processo de experimentar um estilo mais sólido de pintura, com cores vivas, contrastes e sem muitos detalhes. Tenho a tendência de me deixar levar por refinamentos, e com isso sinto que se perde a expressividade de pinceladas e formas. Queria conseguir definir formas com pinceladas mais largas, ao invés de ficar "rabiscando" com um pincel pequeno, como costumava fazer. Os estudos do post anterior contribuiram bastante pra isso, e esses anjos também foram parte desse processo de experimentar algo mais espontâneo. Eu tenho vontade de conseguir produzir obras rápidas, colocando um sentimento ou ideia do momento no papel/tela, ao invés de me demorar em detalhes técnicos. Sempre valorizei a técnica e a atenção a detalhes, etapas e regras, mas percebi que buscar isso não me satisfazia, e que eu queria focar mais na expressão do que no refinamento. Em se tratando de formas de expressão e criatividade, algumas coisas satisfazem menos ou mais o nosso espírito e suas necessidades, às vezes mesmo necessidades momentâneas.



Real Time Web Analytics