quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Call of Catthulhu


Minha ilustração "Octopussy" é a capa desse jogo de RPG, de uma companhia chamada Faster Monkey Games, "Call of Catthulhu". Eu não sou uma jogadora, mas eu achei o conceito do jogo muito legal e inevitavelmente fofo! Afinal, trata-se de gatos lutando contra as forças cósmicas do caos, no melhor estilo Lovecraft. Como falei pro Joel Sparks, o autor, quando ele me enviou uma cópia, não pude evitar de sorrir ao rolar pelas páginas e ver aqueles gatinhos e descrições. O jogo conta com entidades como "Shed-nappurath, Mother of a Thousand Kits" (algo como Mãe de Mil Gatinhos), e é claro, o grande Catthulhu, progenitor de todos os deuses e animais, cujos bigodes, diz-se, podem agarrar com mais força do que qualquer mão ou mandíbula, e sobre o qual um mero pensamento pode corromper a mente e a vontade de uma criatura, facilmente desintegrando sua sanidade.



Quem quiser comprar o livrinho em pdf, pode visitar este link.

domingo, 18 de agosto de 2013

Arranhões

Às vezes postar aqui no blog é a mesma coisa que contemplar uma folha em branco na qual eu preciso desenhar e não conseguir encontrar o fio que me levará ao resultado final.
Eu tenho uma necessidade muito grande de me expressar, mas nessas vezes eu fico em silêncio porque não consigo responder às perguntas internas: o que vale a pena ser dito? E eu tento imaginar as pessoas que lerão ou verão o que eu escrever ou postar aqui, e meio que não consigo enxergá-las na minha mente. Eu não consigo me comunicar com elas, e nem comigo mesma. Aí me calo.
Mas volta e meia alguém resolve me dizer como gosta de ver as coisas que posto aqui, e eu tento me convencer de que vale a pena, e tentar me livrar dessas armadilhas estagnantes que criei na minha própria cabeça, dessas cordas de racionalidade excessiva que amarram aquilo que poderia simplesmente fluir.
Sei que falo disso por aqui muitas e muitas vezes, estou sempre falando sobre o tempo que passou sem eu postar nada, e matutando sobre os motivos que me levam a isso. Mas é, fazer o quê, é uma questão constante. Que eu queria muito resolver. Queria quebrar de vez minhas represas e tomar o meu espaço.

* * *

Vou postar várias coisinhas, então.


Faz tempo que não encontro bichinhos mortos, mas ganhei alguns de presente, hehe! Essas coisinhas quem me deu foi o Raine, que aliás (fazendo uma propagandinha básica) é músico independente e tem um projeto lindo chamado Through Waves. Vão conhecer, tenho certeza de que irão gostar. ♥ Olhem que amor essa mini lagartixinha mumificada.



* * *

Fiz mais algumas impressões giclée! Fiquei feliz com elas. Todas estão na minha loja, lembrando que se comprar direto comigo e pagando por depósito, o valor tem desconto. =)



* * *

Vou finalizar com uma foto de cogumelos que tirei no Jardim Botânico. Eu estava indo lá com frequência, antes do pior do inverno chegar. Caminhava e sempre que via cogumelos, parava e tirava uma foto. Gosto muito de cogumelos, por algum motivo sempre fico feliz quando encontro um (ou uns...).


Real Time Web Analytics