domingo, 28 de março de 2010

As musas saem de férias

Novos ACEOs! Poxa, tá difícil sair desenhos ultimamente. Mas vá, não desisto.

Todos feitos em aquarela e lápis de cor e um pouco de tinta branca.

(para os que ainda não conhecem, ACEO - Art Cards, Editions and Originals - são obras de arte em miniatura, num tamanho padrão de 2,5 por 3,5 polegadas (ou 6,4 por 8,9 cm aproximadamente), trocadas entre artistas ou vendidas para colecionadores. Pode ser feito de qualquer coisa - desenho, tinta, colagem - a única regra é o tamanho.)

Adoro tirar fotos tortas que distorcem o desenho.

Este não é ACEO, mas sou eu brincando com lápis de cor sobre papel pardo. É muito gostoso criar os efeitos de luminosidade sutil sobre um fundo mais escuro.

Eu devia lembrar de ver algumas coisas bonitas antes de postar aqui. Ou antes de fazer qualquer coisa. Inspirar um pouco, respirar beleza, buscar matéria-prima, que pode ser tudo. Eu era mais atenta, me perdi no caminho, estou sempre me perdendo, me desconsertando, desconjuntando, desconstruindo. Não me permitindo. Ah, tanto precisa mudar...

terça-feira, 16 de março de 2010

A inesperada visita de Sr. Momomoto

Este é o Sr. Momomoto. Ele usa um chapéu que na verdade é um pedaço de casulo vazio de borboleta que encontrei outro dia.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Alienígenas em nosso mundo

Olá olá, dei uma mudada no layout do blog. A propósito, o inseto na imagem do título não é uma mariposa, é uma cigarra.

Hoje vou mostrar mais uma maravilhazinha da natureza, o louva-a-deus.

Um par de louva-a-deuses debatendo sobre o destino da humanidade e a teoria das supercordas.

O louva-a-deus era um bichinho que eu achava bonitinho, verdinho, faz muitos anos que eu não vejo um - aliás, acho que a última vez que estive em contato com um pessoalmente foi na pré-escola... quando meus coleguinhas gritavam que havia um louva-a-deus morto em algum lugar por ali, e que agora aquele recinto era assombrado pelo "espírito do louva-a-deus", o que era bastante tétrico pra mim (acho que eu não fazia idéia do que era um louva-a-deus).

Por fim, outro dia descobri que há muito mais sobre louva-a-deuses (peraí, esse plural tá certo? Louva-a-deus no plural vira pagão, é isso?) que eu não sabia.

Eles são insetos muito, muito interessantes e vêm em todas as formas e cores. E podem ter asas tão belas quanto de borboletas e mariposas:

E às vezes podem até mesmo se parecer com flores!

Sim, isso aí é um louva-a-deus... olhe com atenção!

Mas pera lá - tem uns que são realmente diabólicos. Tipo esse, cujo nome, aliás, é Idolomantis diabolica.


Você não gostaria de mexer com esse cara.

E se vocês estão se perguntando por que o título "Alienígenas em nosso mundo"... dêem só uma olhada nas carinhas desses bichos:


E mais alguns monstrengos para contemplação:


Groaaarr! Graaaughhhh!

Esse... esse até que é bonitinho, né? Cor de rosinha, meigo.

Praise the Lord!!


Créditos:
Igor Siwanowicz é o fotógrafo que tirou a maioria dessas lindas fotos.

terça-feira, 9 de março de 2010

Uma historinha verdadeira

domingo, 7 de março de 2010

Mariposa Beija-flor

Conhecem a Mariposa Beija-flor?

Essa mariposa imita o formato e o comportamento dos beija-flores. Ela têm pêlos no corpo todo e um apêndice que parece a cauda do beija-flor, suga o néctar das flores e também bate as asas em alta frequência.

Ela tem essa forma para enganar seus predadores, os passarinhos.

Aí você pensa em como a natureza é inteligentíssima. Como a mariposa "descobriu", ao longo de milhares de anos, como um beija-flor se parece, para imitá-lo em aparência? É o mimetismo das espécies... obra do acaso da evolução. O acaso, este também é inteligentíssimo.

Não sei quanto a vocês, mas eu acho incrível.

Ah, ela é da família dos esfingídeos - mariposas esfinge.
Pesquisando sobre elas, descobri que existem lendas relacionando beija-flores e mariposas:

Há uma que diz que o beija-flor originalmente era uma borboleta, que foi se vestindo de penas, primeiro negras, depois cinzentas, aí douradas e cor-de-rosas até resplandecer todas as cores na luz do sol.
No nordeste brasileiro se diz que mariposas viram beija-flores, ou que beija-flores surgem a partir de lagartas, como as mariposas.

Aliás, também dizem que bruxas se transformam em beija-flor ou mariposa para sair por aí...


"O padre Simão de Vasconcelos dá depoimento firme: "Esta avezinha, suposto que fomente seus ovos e deles nasce, é coisa certa que é produzida muitas vezes de borboletas. Sou testemunha que vi com meus olhos uma delas, meio ave e meio borboleta, como ia se aperfeiçoando debaixo da folha de uma latada, até tomar vigor e voar" (Crônica, 1, I, p.112)."

(Fonte: http://www.jangadabrasil.com.br/revista/marco88/es8800306.asp)
Real Time Web Analytics