domingo, 6 de dezembro de 2009

O espírito indomável

Hoje não tem desenhos. Faz um bom tempo que não posto aqui e é por falta de produtividade, inspiração, e tudo.
Mas caiu aqui em minhas mãos agora a última edição da revista Veja, com uma reportagem sobre os filmes O Fantástico Sr. Raposo, Onde Vivem os Monstros e Alice de Tim Burton. E tem uns trechos nessa reportagem que simplesmente me deixaram encantada.

E eu só vou transcrevê-los.

"...Raposo, enfim, foi domesticado. E não pelos três fazendeiros coléricos, mas por quem mais ama. Pode um animal selvagem, entretanto, ser assim desnaturado? Essa é a pergunta que Raposo faz a si mesmo várias vezes no decorrer de O Fantástico Sr. Raposo (...). A pergunta já vem, na verdade, em forma de alternativa: não, não pode, e acima de tudo não deve - porque existe algo de fundamentalmente belo e vivo, poe-se até dizer de sublime, no que é a natureza de uma raposa (ou de um homem)."

"Três filmes não necessariamente compõem uma tendência. Mas, no mínimo, configuram uma convergência. Assim como os vampiros que nos dois últimos anos invadiram todas as instâncias do pop parecem ser sintoma de uma rebeldia latente, ou pelo menos simbólica, à cultura da passividade e da conformidade às normas, esses três cineastas singulares parecem manifestar uma inquietude ainda mais profunda: o temor de que se esteja vivendo uma morte da imaginação. Que, como qualquer déspota poderia esclarecer, é de longe a mais subversiva e incorruptível das qualidades humanas."

"Em O Fantástico Sr. Raposo, quando o protagonista recai no vício e volta a roubar, os três fazendeiros empreendem uma caçada de proporções caóticas a ele e aos outros animais da área. Raposo, que não consegue se conter, responde à perseguição em escala, com ações cada vez mais audaciosas - e inspiradas, agregadoras e libertadoras. Os fazendeiros, lógico, representam a mediocridade rampante, a ganância bura e o ódio dos medíocres aos que diferem deles; Raposo é o espírito que não pode ser vencido."

Ilustrações de concept art de Chris Appelhans para o filme do Sr. Raposo

5 comentários:

  1. "o temor de que se esteja vivendo uma morte da imaginação"

    UAU!! HAhahaah verdade, mais se copia do que se cria, mas sei-lá tem a ver com excesso, necessidade instantânea, dinheiro..enfim..vai longe.

    3 filmes que eu assistirei com certeza :)
    eu estava quase fazendo oque vc acabou de fazer aqui, postar sobre outro trabalho que não seja o meu,
    mas ainda to em cima do muro.

    ResponderExcluir
  2. Carol, você me fez querer ver o Fantástico Sr Raposo =) Poxa seria legal você fazer mais isso de postar trechos de textos ou até videos interessantes às vezes. E por acaso, foi você na comunidade do Alan Moore que disse que escrevia um pouco? Porque se fosse, você poderia postar alguns dos seus textos seus aqui =D

    Olha, o seu desânimo na resposta que você deu para mim no seu ultimo post me fez rir XD. Parece que você ficou desanimada tentando explicar a história da hq. Olha relaxa, tenho certeza de que você fez um ótimo trabalho colorizando e de que o cara foi bem criativo na idéia principal, nem da para saber que tipo de história é, só vai dar pra saber a qualidade quando ela estiver pronta, e pode te surpreender =-)

    ResponderExcluir
  3. Allan, eu achei os trabalhos desse artista meio por acaso, fui procurar alguma ilustração do livro original do Sr Raposo pra ilustrar o post, e acabei me deparando com esse artista maravilhoso =) Vou fazer mais isso, divulgar outros artistas...

    Stewie, farei isso sim!! Acho que é uma boa né? Quando eu não tiver nada novo meu pra postar, tem tanta coisa legal que eu encontro por aí.
    Hahahah o meu desânimo na minha resposta pra vc sobre a hq foi pq eu não sei nada sobre ela mesmo XDD Aí o pouco que sei pareceu meio nonsense HAHAHA

    Sr. Julien Elfu, em minha defesa, foi minha mãe q veio me mostrar a revista. E eu li SÓ essa reportagem, nem vi o resto =}

    ResponderExcluir
  4. Kero, que desenhos lindos!!! Adorei o estilo do cara...
    Depois de ler isto, queria saber o que vc anda pensando... saudades!

    ResponderExcluir

Real Time Web Analytics