sexta-feira, 20 de novembro de 2009

O Yeti fala!



Eu estou trabalhando na colorização de algumas páginas da HQ "Teddy and the Yeti". O que na verdade é muito legal, dado que eu entrei em contato com o Jeff (o responsável pela HQ) faz quase 2 anos, eu acho, através de um anúncio à procura de um colorista. Acabaram não me aceitando daquela vez, mas o Jeff foi muito simpático e disse que guardaria meu contato caso precisasse de algo no meu estilo. Eu não imaginava que realmente, muito tempo depois, ele me mandaria um e-mail perguntando se eu estaria disponível para colorir algumas páginas da história.

Ele fez um post fofo sobre a minha participação, no blog dele! The Yeti Speaks: Colors by Carol J.!


Não tenho muitas outras novidades no momento, eu acho, exceto que estou absolutamente viciada em Get On My Horse, e que roubei um galhinho de hera que parece albina, de um vasinho no supermercado:
E aí vão mais desenhinhos do caderninho natural:

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Pareidolia

Clicando num dos links secretos do RyotIRAS, encontrei este blog: Faces in Places. Um blog dedicado à pareidolia.
Depois de iniciar este post com tamanha relevância, vou mostrar dois desenhos do meu caderno de rabiscos:
Esse último indiozinho, nem preciso dizer pois já está descrito, foi um sonho que tive. Não é a primeira vez que sonho com indiozinhos. Uma vez sonhei com um que relacionei a Atreyu (da História Sem Fim), e fiquei meses noiada com ele, de tão vívido que tinha sido o sonho. Lembrei dos olhos dele por muito tempo. Eu o amava indizivelmente no sonho e ele foi capturado por uns homens maus e eu não consegui salvá-lo.

Mais um link interessante: a Escola Panamericana de Arte e Design fez uma campanha divertida que encoraja as pessoas a testarem sua criatividade. O objetivo é desenhar o mais coisas possíveis a partir de pequenos X's e O's. Dêem uma olhada!


E por último, mas não menos importante... o Allan, do blog No Pop-Ups, tá fazendo uma coisa super fofa: desenhando todas as pessoas que seguirem ele no Twitter. Eu fico até preocupada em dar muito mais trabalho pra ele já que estou divulgando e ele talvez tenha mais e mais gente pra desenhar, hahaha, mas eu adorei! Ele me fez de fadinha!

Fim!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Risoto de Abóbora e Carne Seca

Eu ultimamente tenho gostado mais dos meus desenhos no começo, antes de terminar, do que depois de terminados. Tipo essa fadinha aí. Tirei a foto no começo, e agora que já trabalhei mais nela, absolutamente detestei. Deus, comofas ctrl+z na realidade?

Caderninho muito fofo, encapado com folhas secas e com páginas de papel reciclado e áspero, que estou usando para fazer desenhinhos.

Ah, e falando em desenhinhos, minha nova aquisição é o livrinho Little Girls that Bite, da Ronny Vardy, artista que descobri há pouco tempo e logo me apaixonei. O livrinho é cópia limitada e numerada (a minha é a número 82 de 100!). Capa aveludada, e com um desenho original feito numa das primeiras páginas. E de brinde, vem um print de uma ilustração da sua escolha!

O site dela é: http://www.ronnyvardy.net/

O título dessa postagem não tem nada a ver com o conteúdo. Decepcionados?

sábado, 7 de novembro de 2009

Embalando a abelhinha

TERMINEI! Fiz uma extrema lambuzagem com a aquarela mas super gostei.

Ela canta pra abelha uma canção de ninar sobre pássaros comedores-de-abelha, porque aparentemente é legal cantar para crianças músicas assustadoras sobre bichos papões.

Aproveitando o post, vou colocar dois desenhos meio velhos mas que nunca publiquei.

Clique para ver o desenho completo.

Uma esfinge. Gosto de esfinges.

Esse desenho é um daqueles desenhos que faço para alívio. Foi numa época em que alguém me fazia sentir coisas ruins e eu sentia desejo de arrancar aqueles sentimentos do peito.
A personagem é minha. É uma anja caída, que tem um dos olhos para sempre voltado para cima, eternamente olhando para o paraíso que perdeu.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

ACEO - A Lua e a Morte

O último ACEO (Artist Cards, Editions and Originals) que eu fiz, em aquarela. Os enfeites na cabeça dela são lunares: a própria Lua, flores da Lua, a mariposa Actias luna, cogumelos (que representam decomposição), e pérolas. As penas reforçam o ar tribal. O terceiro olho indica que ela vê além e profundamente. A caveira estrelada foi uma dessas coisas que no desenho acontecem por si próprias, sem planejamento. A Morte sorridente que nos leva à liberdade do Espaço aberto, ao Universo estrelado.
Real Time Web Analytics